Mantenha-se conectado:
Twitter
Youtube
Instagram
Facebook

Derrubado veto ao projeto que cria espaço para eventos de som automotivo

Texto: Junior Martins (assessoria Câmara)
Fotos: Elpídio Júnior (assessoria Câmara)

20 vereadores votaram pela derrubada do veto. Foto: João Victor Leal

A continuidade da votação dos vetos aplicados pela Prefeitura que impedem a execução dos projetos de lei aprovados pelos parlamentares foi a prioridade do plenário da Câmara Municipal de Natal, na sessão ordinária desta quarta-feira (08). Esta é a terceira sessão dedicada ao debate dos pareceres contrários, que obstruem a pauta e impedem a votação de outras propostas.

O destaque de hoje foi a derrubada do veto ao Projeto de Lei nº 102/2016, de autoria do vereador Sandro Pimentel (Psol), que estabelece a criação de espaço destinado a desenvolver encontros e exposições de veículos com som automotivo alto. Atualmente os amantes dos “paredões” se reúnem semanalmente para eventos sociais e competitivos, sendo que na ausência de um local adequado para essas atividades acabam indo para outros municípios.

“Trata-se de um local apropriado e regulamentado pela Prefeitura para permitir o desenvolvimento das exibições em encontros abertos ao público, que atrairá diversos investimentos privados, um incremento para o setor de entretenimento, sem qualquer transtorno para a população ou transgressão à legislação”, explicou o vereador Sandro Pimentel, que completou: “Isso é geração de renda, emprego e lazer para a cidade. Ainda bem que o parlamento percebeu a necessidade de manter esta iniciativa”.

Já o veto integral ao PL 179/2015, encaminhado pelo vereador Fernando Lucena (PT), que denomina de Unidade de Pronto Atendimento Justiniano Homem de Siqueira, a UPA localizada no bairro do Potengi, foi mantido. “O prefeito Carlos Eduardo Alves novamente atropela a Câmara Municipal, porque é prerrogativa desta Casa nomear ruas, praças e demais espaços públicos. Estou aqui há 12 anos como parlamentar e pela primeira vez vejo um veto dessa natureza”, criticou Lucena.